Buscar


Ser empático é primordial neste momento. Por isso, resolvi tirar um tempo para falar sobre moda, autoestima e pandemia.

Afinal, todos redescobrimos nossas prioridades, enxergamos necessidades novas ou antigas que estavam esquecidas.

E falar em moda é muito mais complexo do que muitos acham. Estamos falando da nossa imagem pessoal, de como somos vistos, de como nos sentimos, confortáveis, incomodados, livres, entusiasmados. Tudo isso faz parte.

Umas das primeiras coisas que aprendi com meu pai é sempre tentar passar uma mensagem de estilo maior, que seja muito mais que uma tendência.

Acredito que por isso nossos conceitos, os quais estamos trabalhando na nossa comunicação, sejam tão marcantes.

Desde pequeno, acredito que o principal da moda é captar a essência do que é tendência e transformar para o estilo pessoal. É essa a parte mais importante.

Logo, quando conseguimos deixar nossa marca pessoal, que você olha e se identifica, entra em jogo nossa personalidade, imagem e autoestima.

Vamos aos exemplos: como você vem se vestindo em casa para trabalhar?

Está mantendo um padrão, eu nem falo de etiqueta, mas o costume de se aprontar, colocar roupas mais adequadas ao trabalho, independentemente de estar na sala ou escritório?

A primeira dica que passo é: mantenha um padrão, vista-se corretamente. Isso faz toda a diferença na sua produtividade, no seu ânimo. Imagine que com “a roupa de trabalho” você mantém a mente em foco. Você pode fazer diversas coisas para não perder o ritmo da sua rotina de acordar e ir trabalhar, como usar o relógio por exemplo.

Isso pode funcionar muito bem em filmes, mas, na vida real, não recomendo.

A segunda dica que posso dar a você é: não pense que, por estar em casa, deve se vestir mal. Imagine que você está namorando e quer impressionar a outra pessoa – mantém o estilo em dia, cabelo penteado, perfume – e com o tempo começa a relaxar. A pessoa que se interessou por você pode se desinteressar.

Então, para manter seus relacionamentos bem, continue se vestindo bem. Isso é uma boa forma de não deixar que a rotina influencie negativamente em sua vida.

É claro que todos queremos voltar ao convívio social, mas é preciso calma. Não adianta nada a pressa ou simplesmente relaxarmos. Você consegue entender?

Perceba que desenvolver um estilo próprio é muito mais do que roupas: é atitude.

Nosso atual conceito de comunicação traduz muito bem isso: ser marcante.

O que é ser marcante? Aproveito para levantar a questão: como você pode ser marcante nesta pandemia?

Queremos acordar com um olhar esperançoso, nos vermos no espelho com alegria, postura e tomarmos atitude diária com as pessoas que fazem parte da nossa vida. Buscar novas conquistas, manter as que demos duro para conseguir.

Não sei como você está se sentindo hoje, mas faça o seguinte exercício: acorde amanhã, coloque uma peça que aumente sua autoestima e arrume-se bem, com cores que combinem com seu corpo e espírito.

Garanto para você que seu dia será melhor.

Sei que não apareço muito por aqui, mas senti que precisava aparecer um pouco mais.

Por isso, peço que me ajude deixando sua opinião nos comentários sobre o que falei hoje.

Se gostaram, prometo aparecer mais vezes.

Um grande abraço. Seja marcante!



  • Casa Prado

Separamos algumas informações sobre o que rolou esse ano para você ficar por dentro.


Um site ainda mais marcante

Nesse ano mudamos o nosso site para facilitar o uso do usuário, construindo uma verdadeira experiência de conteúdo.

Tudo isso pensando em uma forma mais fácil e acessível de vocês fazer suas compras com todo conforto e qualidade.


Atuação marcante durante a pandemia

Para apoiar e incentivar realizamos diversas lives sobre o ambiente de loja e as mudança no varejo pós pandemia.

Tivemos grandes convidados e foi muito gratificante ver o resultado, os comentários foram muitos positivos sobre.

Um detalhe sobre as lives é que diversas marcas, artistas e empresas adotaram a prática para fomentar o bate papo e discussão com o público.

Inclusive uma novidade que está para acontecer por aqui é o Shopstreaming, as vendas durante as lives para impulsionar as vendas.

Muito comum no mercado asiático a ideia já foi utilizada por grandes marcas como: Americanas, Marisa, Riachuelo e Chilli Beans.


Um dos grandes fatores que impulsionam as franquias no Brasil é o desejo de se tornar dono do próprio negócio. Mas, por que as franquias de moda fazem sucesso? Por que vem crescendo tanto o número delas?

É para falar sobre isso o artigo de hoje.

Não é novidade que o mercado de franquias no país é muito promissor. Mesmo com a pandemia, o setor vai continuar em ascensão.

O próprio IBGE recentemente destacou que empresas voltadas para prestação de serviços pessoais e bens que atendem às necessidades básicas da população seriam favorecidas.

Por que as franquias de moda fazem sucesso

Para fazermos sucesso hoje em dia, é preciso pensar fora da caixa, ser criativo, inovador. A indústria da moda permite e incentiva isso, pois é muito flexível e está sempre se reinventando para acompanhar os consumidores.

Um dos maiores produtores têxtil do mundo

Um dos motivos pelos quais as franquias de moda fazem sucesso está no fato de o Brasil ser um dos cinco maiores produtores têxteis do mundo.

Da produção de algodão a um desfile de coleção nova, existe toda uma cadeia de logística e profissionais alimentando o setor.

Logo, mesmo em períodos de crise, vem conseguindo se equilibrar, melhor que outros segmentos que vira e mexe fecham centenas de franquias.

Aumento do público

Os homens cada vez mais estão se importando com a aparência e buscando combinar peças, entender mais sobre moda.

Como diz Geraldo José, CEO da Casa Prado, a maior franquia de moda de Mato Grosso, “Os homens buscam qualidade, exclusividade, um atendimento qualificado, que reflita sua atitude, que seja marcante – e o principal: que o vista para novas conquistas. Ele não é mais desleixado. Pelo contrário: sabe da importância de se vestir bem”.

Começar com credibilidade

Algumas empresas demoram muito tempo, mesmo após o lançamento, para chegar a um nível de estrutura compacto, eficiente e que funcione internamente.

Isso permite que várias oportunidades, de maneira descentralizada, apareçam para os investidores.

Estabilidade do setor

Em 2019, por exemplo, o PIB apresentou queda, mas o mercado de franquias cresceu 7%, segundo a Associação Brasileira de Franchising – ABF.

Ou seja, o setor está se mostrando ABF forte, independentemente do momento econômico.

Agora que você conhece mais sobre o setor e por que as franquias de moda fazem sucesso, que tal saber mais sobre as franquias da Casa Prado? Clique aqui e leia um artigo especial sobre elas.

 
 
 
 
 
 
  • Instagram - White Circle
  • Ícone do Facebook Branco
Contato: (65) 3621-6886